Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

2012, ano de Esperança.

(2012, por favor sê bom para mim... e para os que me rodeiam também!)

 

É com um Querer muito grande, uma Esperança muito forte e um desejo profundo de Mudança que deixo 2011 para trás e quero entrar em 2012.

 

Preciso de um recarregar de energias, de uma reviravolta positiva na minha vida e que os momentos maus fiquem para trás.

 

Que 2012 traga:

 

AMOR às carradas. Acredito que esta é uma peça muito importante da engrenagem da nossa vida.

 

ALEGRIA nos momentos grandes e pequenos. Nas coisas mais inesperadas e que nos preencham o coração e nos façam esboçar o mais lindo sorriso. Proporcionar e receber em grandes doses.

 

AMIGOS porque precisamos muito uns dos outros, embora muitos pensem que não. É na convivência e partilha com os outros que aprendemos a ser Humanos, a ser sociais e sociáveis, que aprendemos a estender a mão e receber outra em troca sem contrapartidas, sem falsidades, com pureza.

 

DINHEIRO para viver sem ter a conta a zeros ou andar a contar cêntimos. Que esta realidade presente fique em 2011. Nunca fui rica, nunca me caiu nada no colo e tudo o que consegui foi graças à minha luta. 2012 estou a contar contigo!

 

ESPERANÇA de que as coisas más já tenham passado. De que este mar revolto que não me deixa ter paz e me faz desacreditar em mim e na vida, acalme. Que a esperança ande de mão dada comigo a cada dia.

 

FELICIDADE proprocionada por um coração cheio de amor, alegria e sem preocupações desmedidas. Pelas pessoas que são minhas amigas, pelas pessoas que gostam de mim e pelas que me amam.

 

LÁGRIMAS de tristeza que não brotem dos meus olhos mas sim de alegria e felicidade.

 

MESQUINHEZ que não entre na minha vida este ano. Que as pessoas aprendam a ver as coisas tal como são, sem emoções negativas, e a perceber que ser-se mesquinho só traz tristeza e problemas acrescidos que não existem na realidade a pessoas que não os merecem.

 

MIMOS muitos, muitos, muitos!!!! Nunca são demais e são eles que nos tornam doces. Quem ama mima e quem é amado gosta de oe receber. Muitas vezes são eles os tradutores do amor que nós sentimos por alguém (ou pelo nosso bichinho de estimação!).

 

PAZ à minha volta, na minha vida. Que os problemas de terceiros não me atinjam, que a maldade dos outros me passe ao lado e que a tranquilidade invada a minha vida até nos mais recônditos cantinhos.

 

PREOCUPAÇÔES que não encontrem o caminho da minha vida. Aceito apenas coisas de importância menor. Este ano de 2011, principalmente do meio do ano para cá, tem sido um exagero. Mereço descanso.

 

SAÚDE muita, mais. Desde os olhos, passando pela tiróide e esquecendo os nódulos os lipomas e outras coisas mais.

 

SONHOS que deixei de ter que voltem a invadir o meu mundo. Que os sonhos destruídos por uma vida de luta extrema, de desgostos, desapontamentos e desilusões apagaram. Que nasça o fruto gerado pelo amor de duas pessoas que se amam (ordens médicas por questões de saúde!).

 

SORRISOS muitos, a toda a hora, acompanhados de muitas e sonoras gargalhadas. Onde está aquele sorriso tão característico da minha expressão facial? Onde está aquela boa disposição, sempre pronta para a brincadeira e doideira que faz parte de mim e que me tornava um íman humano? Às vezes não me reconheço, não sei quem sou.

 

TOLERÂNCIA pelos outros, pelos mais fracos, pelos diferentes. Compreender e aceitar. Mais para um mundo melhor, para uma vida melhor.

 

TRABALHO em abundância. Não me assusta, nunca me assustou e gosto de estar com trabalho até às orelhas. Fico cansada mas feliz. É uma coisa que também me dá prazer. Que a minha presente entidade patronal aprenda a reconhecer o meu valor, que não mande estilhaços para cima de inocentes porque não vê os problemas que deve ver.

 

Em resumo, que os singelos desejos que aqui listei se apliquem à vossa vida. Que as nossas vidas sejam repletas de alegria e coisas boas e que o que de menos positivos tivémos em 2011 fique lá.

 

Entrem com o pé direito! E logo a seguir com o esquerdo para não cairem!!!

 

Muita Mudança e Atitute Positiva!

 

FELIZ 2012!!!*

 

 

{#emotions_dlg.sarcastic}

 

* o amarelo é porque é a cor de sorte do meu signo.. :P

 

 

 

 

É Natal mas presentes de pombos...não, obrigada!

Para poupar energia, coloquei a máquina a lavar de noite e ainda estendi a roupa. Este é um hábito que tenho e faço isto muitas vezes. A maior parte das vezes, de manhã, é só chegar e recolher a roupa, uma vez que o sol incide no estendal nesta parte do dia.

 

Hoje, quando me levantei, dediquei-me às avaliações dos meus alunos e nunca mais me lembrei da roupa. À hora do almoço, estava o cozinheiro cá de casa ao fogão, quando me lembro do estendal. Fui a correr à janela para começar a apanhar a roupa e, conforme ponho a cabeça de fora, digo ao N.:

 

- Vou apanhar a roupa num instante antes que os pombos se lembrem de lhe fazer cocó em cimaaaaa..... PLOC!

 

Entro em casa incrédula e digo:

 

- N. vê lá se não tenho cocó de pombo no cabelo...

 

Ele desata a rir-se às gargalhadas e diz-me:

 

- Ih tão grande...! Tens, tens...

 

A princípio duvidei, pensei que estivesse a brincar comigo, até que lhe pedi para me tirar uma fotografia ao cabelo. E o resultado foi este:

 

 (Desculpem (ou ainda bem?) a qualidade das fotos mas o fotógrafo ainda é principiante :P)

 

Quando vi isto deu-me quatro coisinhas más!!! Fui logo lavar o cabelo. Mas como uma desgraça nunca vem só, tinha o termoacumulador - eu não tenho esquentador, sou muito fina - desligado, portanto a água vinha gelada. Tive de estar a "secar com a m*rd@ na cabeça! Grunf... {#emotions_dlg.annoyed}

 

P. S. - Ao entrar em casa também o N. teve um encontro imediato do 1º grau com um presente, desta vez em forma de pisadela. Como dizer que m*rd@ é dinheiro e tendo em conta que, num só dia, tivémos uma quantidade avantajada, será que nos vai sair o euromilhões? {#emotions_dlg.sarcastic}

Conselho.

E quando o desespero causado pela crise, pelas tretas dos políticos ou pelas injustiças sociais nos atinge o que podemos fazer é formular um desejo. Eu aconselho esta forma:
(Manter a calma e telefonar ao Pai natal)
Se ele não atender, sempre podemos deixar mensagem no voicemail...

Relaxing...

 

Finalmente eu entrei em (semi-)férias e o N. em férias mesmo. Hoje é, oficialmente, o nosso primeiro dia de férias e em conjunto e na nossa casa. Foi mesmo um dia de lazer em que andámos fazer algumas compras básicas, beber um café com amigos e terminar a tarde com uma petiscada com os meus pais. 

 

Como viémos de barriga "cheia" nem jantar fiz. Lamento muito mas vamos ter que nos sentar no sofá, acachochados, a ver TV até à hora de ir para a cama. Também temos direito, certo?{#emotions_dlg.sarcastic}

Ideias giras para o Natal.

Há uns tempos atrás, andei a fazer umas pesquisas pela net sobre várias coisas mas como estamos em época natalícia, foram-me surgindo algumas coisas engraçadas que fui guardado. São de vários tipos e fáceis de fazer, qualquer um pode experimentar e terá sucesso garantido de certeza. 
Este é um aproveitamento engraçado para as inúmeras garrafas que nós utilizamos frequentemente. Basta colar umas fitinhas, recortar umas estrelas e já está! Depois é só encher com licor, azeite aromatizado ou outro líquido e tapar.
Quantas vezes não nos caem nas mãos este papel pardo outro que vem a proteger algumas coisas que compramos? Como não são coisas que ocupem muito espaço, podemos arranjar um saco ou uma pastinha onde possamos guardar direitinhos estes papeis para depois utilizar no embrulho de presentes de aniversário e de Natal. Não só poupamos dinheiro, como reciclamos papel e fazemos uns embrulhos lindos de morrer! Quem não gostaria de receber um presente assim? Olhem o pormenor do raminho. Lindo!
Outra ideia gira. Desta vez com naperons de bolos. Podemos comprar os envelopes - ou se quisermos, fazê-los, não é difícil - comprar cartolina colorida para fazer os cartões e uns naperons de bolos. Basta recortar, depois com o formato que quisermos. Imaginem lá uma árvore de Natal básica em vez do vestidinho... ou uma meia... ou um sino... ou... E até podemos poupar e reciclar, mais uma vez, se comprarmos algum bolo que não tenha sujado o naperon depois de o termos comido. 
Mais um postal super giro e simples de fazer. Cartolina, impressora, cola e uma fitinha de seda ao nosso gosto e já está! Simples, barato e uma ideia muito bonita!
Quem não tem lá por casa potes de iogurte, frascos de azeitonas ou doce, de feijão, etc? E se pegarmos neles, enrolarmos cuidadosamente à sua volta um belo papel de embrulho, colocarmos um cordão de seda junto à "boca" e depois dar.lhe uma nova utilidade?
Mais uns embrulhos lindíssimos. Estes um bocadinho mais elaborados pois já implicam tiras de tecido rasgadas. Essas tiras serão afita que embrulha e também as flores que são feitas previamente. A base é de novo o papel pardo e podemos embelezar com pormenores que encontrarmos em revistas ou outros papéis que tenhamos encontrado e gostado. Lá está, este é um tipo de coisas que podemos ir fazendo ao longo do ano para quando chegar ao Natal, termos "oder de escolha" e darmos azo à nossa imaginação.
Estas imagens foram todas retiradas da net . Desculpem-me os "donos" por não fazer referência à fonte mas já não sei de onde as tirei.

As encomendas chegaram aos donos!

Após alguma azáfama para terminar tudo a tempo e, mais importante, rezar para que os CTT não falhassem (sim, porque às vezes eles gostam de pregar partidas!) e as encomendas chegassem atempadamente às suas donas, eis que as minhas pequenas "obras de arte" surgem à luz do dia! 

 

A pulseira da Sorriso :) Digam lá que não ficou lindíssima no pulso dela... Acho que a vou contratar para ser minha "modelo". Se não estivesses tão longe não escapavas! :D
As cestinhas da Cantinho da Casa. Esta foto foi roubada do blog dela. Espreitem as outras diferente no cantinho dela. São tão giras!!! E o recheio que elas vão ter também vai ser muuuito bom! Esperemos que ela depois nos mostre... :D
Ah, estas cestinhas, após lhe comermos o recheio inicial, servem de arrumação para meias, bijuteria, cremes, perfumes, blocos e agendas, etc. 
E as cestinhas da Trocatintas. Vejam só as coisas boas que ela própria fez - desde o interior ao exterior - para meter dentro dos cestinhos e oferecer... Um presente destes vale mil vezes mais do que um outro comprado num grande superfície qualquer. E porquê? Porque foi feito com amor, carinho e a pensar a quem vai ser oferecido. E aposto que quem os receber jamais se esquecerá deles! 
{#emotions_dlg.sarcastic}
Resta-me agradecer-vos todo o apoio e amizade que me têm dado. Do fundo do coração.

Extenuada.

Extenuada mais psicologicamente do que fisicamente. A vida não me dá tréguas. São acontecimentos negativos atrás de acontecimentos negativos. Para quando um raio de sol na minha vida?

 

Há um ano atrás, a minha vida estava um caos. Acontecimentos da vida de outros que se enlearam e embaraçaram na minha vida, e dos quais quase não consegui desatar os nós, e que a muito custo voltei a enrolar nos novelos de vida a que pertenciam.

Entrou 2011, e por uns tempos, instalou-se um clima de "paz ilusória", de calma aparente. Até que o meio do ano chegou.

 

Foi o reiniciar de situações calamitosas sucessivas. Muitas. Fui aguentando, continuo a aguentar. Sempre na esperança que o dia de amanhã seja melhor do que o dia de hoje, Mas parece que esse dia de amanhã nunca chega. Parece que as as coisas boas não me conseguem encontrar, ver onde eu estou, encarrilhar no meu caminho, florear o meu destino.

 

Há tanto tempo que não vejo/sinto uma coisa boa acontecer-me. Sabem aquelas coisas boas que nos fazem inchar de felicidade, perder o fôlego, sentir plenos? Aquelas coisas boas que nos dão ânimo e alento à vida, que nos incentivam e motivam a seguir em frente. Aquelas coisas que nos renovam a energia e nos fazem pensar que afinal vale a pena. Às vezes penso que essas coisas não me estão destinadas.

 

Continuo a viver na esperança. Na esperança que os meus problemas desapareçam, na esperança que as coisas negativas comecem a não invadir a minha vida, na esperança que as pessoas deixem de ser mesquinhas por coisas sem importância e que não me contemplem com mais esse problema, na esperança de ter tranquilidade e paz, na esperança de sobreviver a esta crise que todos os dias me afunda mais um pouco.

Continuo a ter a esperança que 2012 seja um ano de esperança, de vida melhor, de mais amor e carinho, de menos problemas e mais sorrisos. Continuo com esperança.

 

Mas até lá, sinto-me extenuada.

 

Mas é que não me apetecia nada...

Propus-me a mim própria escrever todos os dias um post aqui no meu bloguezinho. Achei que ele merecia e que eu não fazia mais do que a minha obrigação. Fiz este "filho" agora tenho a obrigação de o "alimentar" com posts. E não é que não o tente fazer mas há certos dias que as 24 horas não chegam. e por mais boa vontade que se tenha, há sempre algo que escapa. Neste caso o blog.

 

Sim, podia agendar posts, é uma verdade mas isso implicava o tal "bocadinho" de tempo e disponibilidade mental para organizar temas, textos ou fotos. E até tenho bastantes em "reserva" mas como há muita coisa a fazer e a acontecer ao mesmo tempo...

 

Ainda bem que ontem foi o meu dia de "pausa". Adiantei imensas coisas, tanto escolares como de artesanato. Tinha intenção de, hoje de manhã, adiantar mais um pouco de tudo mas não consegui.

Às 7 da manhã acordei aos espiros inexplicavelmente. Levantei-me, fui espreitar à janela e percebi o motivo de estar assim: estava um nevoeiro terrível. Como sou muito sensível às mudanças de tempo, é claro que os espirros tinham de surgir. E como não parava, fui obrigada a ingerir um anti histamínico de manhã, coisa que nunca faço por causa da sonolência. 

 

Voltei para a cama porque quando estou assim tenho mesmo de ficar sossegada, sem fazer nada para que os espirros acalmem um pouco. Acabei por adormecer, de novo, e acordei tarde mas um pouco melhor.

O pior foi mesmo quando regressava a casa vinda da escola: foi ao fim da tarde e estava um gelo que não se aguentava. Cheguei a casa com uma sensação de dor nos pulmões e com alguma dificuldade em respirar.

 

Mas cheguei a casa, fui beber um chá quente - por falar nisso, fui a uma cafetaria que tem uns chás deliciosos e bebei um de framboesa que bem vos digo nada! - e estiquei-me na cama um pouco, enroscadinha num cobertor para me aquecer. Melhorei mas não me sinto a 100 %. Vmaos lá ver como acordo amanhã...

 

Mas é que não me apetecia nada este frio...! {#emotions_dlg.ice}

 

Vai um chá de framboesa deliciosamente quente? 
{#emotions_dlg.sarcastic}

Pág. 1/2